Ads (728x90)

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL

 


Por Fly Aguilera (@flyaguilera)

Governo Japonês estuda taxar Cosplayers Profissionais.

Não é segredo para ninguém que o Cosplayer além de arte e um  hobbie maravilhoso  é uma profissão para muitos, diversos países  como  USA e Japão são pioneiros nessa nova profissão, contudo não é regulamentada. 

Segundo o jornal Japonês The Nikkan Sports informou, tendo em vista esse cenário o Governo japonês estuda e  visa medidas judiciais para Cosplayers profissionais podem incluir regularização de taxas aos que usam a arte com fins lucrativo sobre a venda de packs,  patrocínios, concursos, doações e ainda não foi  informado se nesses casos terá alguma regulamentação.

O uso desse personagens de forma comercial, estou infringindo alguma  Lei de Direitos Autorais? 

Teoricamente sim! reproduzir para uso pessoal domestico e privado destas roupas não tem problema, ir a eventos se divertir, Além de que os Cosplayers sempre foram também uma forma de divulgação dos personagens originais e tudo acabava passando despercebido, o problema real no Japão até então era fazer isso para ganhar dinheiro, como por exemplo um Cosmaker que faz roupas e acessórios em série mesmo que seja para amigos ou vender Cosplay pela internet muitos acessórios de para personagens produzidos de maneira quase industrial.

Mas como seria isso na prática?

Teriam que procurar pela internet e em eventos todos os Cosplayers conferir os  devidos licenciadores e solicitar a  cadastro ou algo assim? Será um processo simples. o governo japonês estaria em contatos com alguns grandes Cosplayers profissionais  japoneses para entender melhor a situação e chegar num consenso para as duas partes para que ninguém saia perdendo...

Acredito que não haverá problemas, pois estão tentando encontrar um meio termo entre manter a diversão e equilibrar ganhos entre os criadores e fans, mesmo aqueles que nem conhecem a obra mas fazem ótimos Cosplayers para seguir com seu trabalho.

Talvez isso seja possível e viável algum dia, mas nas aqui nas terras tupiniquins com o famoso "jeitinho brasileiro" não sei como seria, mesmo porque quem faz por diversão, não seria taxado e sim Cosplayers profissionais com alto rendimento espero que mudanças não regulem as postagens nas redes sociais e as  atividades feitas por fãs se não tiverem fins lucrativos.

Contudo, ainda nada foi oficializado, em entrevista a cosplayer Enako ( que 2 Milhões de reais em 2020 ) embaixadora do Cool Japan, disse que:

“Eu acho que há alguns mal-entendidos sobre as informações que estão a sendo espalhadas  por aí sobre as mudanças nos direitos autorais de cosplay, mas este artigo é fácil de entender. Tive uma conversa com a ministra Inoue e estamos a procurar uma maneira de proteger os direitos autorais sem interferir na cultura Cosplay atual. Além disso, não ouvi nada sobre a proibição de (fotos de Cosplay colocadas em)  mídias sociais, conforme foi escrito num outro artigo."

Agora só nos resta esperar e torcer para que tudo seja feito de uma forma em que  todos saiam ganhando! e que o Cosplay seja sempre uma pratica cultural inclusiva para todos!